1 de out de 2007

Prática inaceitável no Milano DOC


Domingo à noite, fui conhecer o wine bar do Milano DOC, em Ipanema.

Trata-se de uma sala bem pequena, separada do restaurante, mas charmosa e aconchegante. A carta de vinhos é bem extensa e os preços estão na média. O sommelier Alexandre é atencioso e está terminando seu curso na ABS. O serviço é muito gentil, mas aí é que mora o perigo.

Por duas vezes, sem que tenham sido solicitados, foram servidos petiscos, no que aparentemente parecia ser uma gentileza da casa: uma cestinha de pizza branca e outra de focaccia. Ao chegar a conta, vimos que a tal gentileza nada mais era do que uma "empurroterapia"!

Essa é uma prática inaceitável, que atenta contra o Código de Defesa do Consumidor. E além de tudo, míope! Qual cliente, após uma situação como essa, gostaria de retornar à casa? Eu certamente que não!

Oscar Daudt

Um comentário:

Katia Regina Araujo Ribeiro - disse...

Comigo aconteceu algo parecido no Empório Santa Fé, eu e minhas amigas fomos lá e perguntamos quanto seria a rolha de um vinho que queríamos degustar e eles não tinha na casa. Nos informaram que a rolha custava R$30,00 e quando veio a conta eles cobraram R$40,00. Pagamos o valor cobrado mas eu não volto mais lá nem que me pagem.