12 de dez de 2007

Champagne rosé está na moda!

Um de meus gurus, Eric Asimov, colunista do New York Times, publicou um artigo sobre o consumo de Champagnes rosés nos Estados Unidos. O crescimento é espantoso!

Enquanto em 1998, os rosés representavam apenas 1,8% das importações totais de champagne, em 2006 esse percentual atingiu 8,4%.

O crescimento de 1995 para 2006 foi de mais de 700%. E apenas de 2005 para 2006, o crescimento foi de 47,5%! É um mercado em franca expansão! E o mais espantoso é que os rosés são consistentemente mais caros do que os seus irmãos brancos da mesma marca!

Analisando as duas alternativas, Eric verificou que, normalmente, os rosés apresentam menos complexidade do que os champagnes normais. Por que então toda essa onda?

Nem sempre as pessoas fazem a escolha mais racional! As emoções têm muito mais importância no processo de decisão! E, vamos combinar, os champagnes rosés são muito mais bonitos!

Vou aproveitar a matéria e passar a dica de Rogério Rebouças, o blogueiro do sul da França, não de um champagne, mas um Crémant de Limoux rosé: o Aimery Cuvée está bem em conta nos Supermercados Zona Sul. De 39,96 por 36,80 reais. Vá correndo e embeleze sua mesa de fim-de-ano!

Nenhum comentário: